Do Coração do Bispo

Crise: a coisa é Espiritual também.

Por: Bispo Anderson Caleb

A igreja brasileira não deu muito valor a abordagens de espíritos territoriais e de batalha espiritual estratégica. Precisamos rever essas questões, o diabo está vivo e ativo.

No Brasil estamos combatendo demônios terríveis que se levantaram para parar o Brasil, deter o Avivamento , desmoralizar os políticos cristãos, desestabilizar a nação.
O cenário para o anti-cristo vai sendo montado.

Corruptos serem presos e operações como a lava jato, são bençãos pra nação e resposta de orações.

Mas um clima e uma pregação de caos e de descrédito com todas as instituições pode levar a uma desestabilização sem retorno.

O Principio Republicano prescreve a periodicidade no poder. Roubou, troca o político. Até que tenhamos pessoas decentes no poder.

Outra questão que se percebe grave em lideranças políticas ou não, é uma crise de gestão claramente demonstrada.

GESTÃO, EIS A QUESTÃO.

A Crise dos Estados do Rio e do Espírito Santo era previstas a muito e muito tempo, mas os gestores públicos pouco ou nada fizeram para amenizar ou mesmo evitá-las.
E A IGREJA EVANGÉLICA? O QUE FAZER? SÓ ORAR?

Penso que a Igreja deve fazer três coisas:

1. NÃO SUJAR AS MÃOS.
Manter suas mãos limpas! Manter-se íntegra!

Chega de se iludir e de bajular certos políticos , chega de ser seduzida pelo Palácio de César! Aliás essa lama toda costuma espalhar e sujar quem chega muito perto.

2. ORAR! ORAR É A PRIORIDADE.

Mesmo nessa Babilônia, nesse mar de lama que parece infindável, a Igreja precisa abrir suas janelas em direção a Jerusalém e orar!
Orar funciona! Orar não é se alienar, é agir, é atacar a causa invisível. Orar é crer em um Deus que intervém. Eu creio nisso. A história já registrou essas intervenções .
Mas orar mesmo. Não se trata de pequenos clamores para desencargo de consciência, mas de agonizar, lutar com Deus e em nome de Jesus, amarrar o valente e libertar os cativos. Lucas 10.19. Os perdidos serão libertos primeiro no mundo espiritual, depois no mundo físico. As “hostes espirituais da iniquidade nas regiões celestiais” , nos dizeres de Paulo, devem ser nosso alvo de ataque. Existem igrejas e crentes que desconhecem totalmente esse tipo de oração bélica, militar e militante da Igreja.

3. PREGAR E VIVER A JUSTIÇA DO REINO DE DEUS.

Que tipo de sermões temos pregado?
Pegamos sobre ética?
Honestidade? Sobre altruísmo? Santidade? Justiça?
Creio que a substituição da pregação de santidade pela pregação do sucesso e da prosperidade anestesia a Igreja e sufoca sua voz profética.
Como os profetas da Bíblia com firmeza e com amor e graça, deve-se pregar mais as virtudes do reino, o fruto do Espírito, o desapego a bens , enfim o evangelho verdadeiro.

VIVER também é claro. Nada substitui o testemunho da Igreja. Como praticar essa justiça? Comecemos rompendo relações com políticos corruptos, não aceitando seus presentes; fazendo mais obras sociais; Nos aproximando mais do pobre e do excluído, do morador de rua, do sem teto, dos que sofrem preconceitos , enfim praticando atos de justiça. Tirando as sandálias dos pés e pisando no chão da realidade. Se encarnado.

Concluindo,
Creio que essa fórmula quimica:

(INTEGRIDADE + ORAÇÃO PODEROSA DE GUERRA + PREGAÇÃO E PRATICA DA JUSTIÇA)

Trarão um grande resultado e impacto evangélico em nossa nação querida , linda e que tem tudo pra sobreviver se seus demônios forem expulsos.

Pense comigo.

Tags
Mostre mais

Artigos relacionados

1 thought on “Crise: a coisa é Espiritual também.”

  1. De fato a Igreja está perdendo sua essência que é ser ‘o sal da terra e luz do mundo’. Vem-me à memória um dito do bispo Elisiário: “Na atualidade estamos presenciando a marcha da igreja em direção ao Egito,isto é, procurando imitar os procedimentos do mundo para não ser molestada por ele. Sendo assim abre mão de seus valores, transige aquilo que fora deixado como herança pelos nossos ante passados, a quem custara um grande preço!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

Close
Close