Do Coração do Bispo

Pergunte ao Menino

Poema de: Bispo Anderson Caleb

Anderson Caleb

Em 4 de agosto de 2017

Há muito tempo
Um menino brincava,
Deslumbrado pela vida
E Com sua família querida,
De felicidade se embriagava

Até que um dia
Sem pedir licença
Sem respeitar crença
Chega em sua vida,
Uma desconhecida e “mal vinda”
cuja nome era “doença”

De cruel presença,
A invasora lhe rouba a luz
Nublando seu mundo colorido
Que agora está dorido,
À escuridão o reduz

O menino ficou cego,
O tumor se enraizou,
o nervo ótico tomou,
Se espalhando em seu cérebro,
Aquele tumor maligno,
O medo semeou
E a morte o beijou

A família assustada
E até mesmo desesperada
Se lembrou de seu Deus
Que sempre olha para os seus,

Aquela casa se transforma,
E da noite para o dia
Aquela simples moradia
Sem passar por reforma
Em santuário se torna

 

A Igreja é convocada
A um clamor intenso
E o cheirinho do café
Foi transformado em incenso

A oração sobe
O milagre desce
E antes do procedimento cirúrgico
Como que num ato litúrgico
Quando o dia amanhece
Sem ninguém entender
O menino volta a ver

Mas cirurgia se inicia,
A medicina ainda não cria,
Mesmo já vendo
que o menino via

Tal surpresa tem os médicos
Ao olhar algo inédito:
Nos exames um tumor
A razão de toda a dor
Pois diante de seus olhos
Sem explicação racional
Vê-se o sobrenatural:

Onde está o neoplasma?
A resposta a todos pasma!
Após acurada investigação,
Sem nenhuma explicação,
Só resta constatar
O que viu o cirurgião

O tumor sumiu!
O tumor sumiu!

Então a vida continua
O choro vira riso
O menino volta a brincar,
viver é preciso!

Glórias sobem aos Céus!
Pecadores se convertem
Deus visitou mais uma casa
Diagnósticos se revertem

Se você não acredita nisto
Pergunte àquele menino
Que hoje é Bispo.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

Close
Close