Do Coração do Bispo

Ser ou Estar Wesleyano, Eis a questão.

Bispo Anderson Caleb

O fato é que muitos obreiros estão entre nós, todavia não são e talvez nunca foram nossos.

“To be or not to be, that is the question”, é a popular frase dita por Hamlet durante o monólogo da primeira cena do terceiro ato na peça homônima de William Shakespeare. A atualidade dessa frase, seus alcances e percepções é indiscutível. Todavia peço “venia”, para acrescer ao “ser” o “estar”. Penso que o “ser e o estar” não são a mesma coisa. Penso ser possível estar sem ser , ou ser sem estar.
Judas “estava” mas não “era”, Ananias e Safira “estavam” mas não “eram”,
Alexandre e Demas “estavam” mas não “eram”;
João fala dos muitos “anticristos” que estavam na igreja mas saíram pois não eram da igreja:

I João 2. 18,19

“Filhinhos, esta é a última hora; e, conforme ouvistes que vem o anticristo, já muitos anticristos se têm levantado; por onde conhecemos que é a última hora. Saíram dentre nós, mas não eram dos nossos; porque, se fossem dos nossos, teriam permanecido conosco; mas todos eles saíram para que se manifestasse que não são dos nossos

Caminhar juntos não é fácil. Ser leal e fiel sempre , exige um caráter forte , constante transparência e constante disposição de andar a segunda milha, ceder, abrir mão de direitos, enfim. É assim no casamento como no relacionamento eclesiástico e denominacional.

Com isso quero dizer que tenho notado que alguns colegas estão entre nós, estão conosco, mas infelizmente não são dos nossos.

OS QUE “ESTÃO” MAS NÃO “SÃO” DOS NOSSOS

11 CARACTERÍSTICAS:

Os lideres, pastores ou obreiros que “estão” conosco mas não “são” dos nossos se auto-denunciam por alguns comportamentos e atitudes, tais como:

1. Quase não aparecem nos eventos Distritais e Regionais, querem viver isolados em seus “pequenos reinos”, em suas igrejas locais, não pensam regionalmente, apesar de frequentar congressos e reuniões de outros grupos.

2.Estão sempre apontando os problemas e imperfeições de nossos sistemas. Raramente elogiam nossa igreja.

3. São incapazes de defender seu Bispo, sua Região e sua denominação.

4. Estão sempre infelizes e mal humorados, nenhuma nomeação, quase nenhum evento, nenhuma decisão do Conselho os satisfazem.

5. Amam o isolamento. Dificilmente levam o SD ou o Bispo em “suas” igrejas.

6. Vivem trazendo gente de fora pra pregar, não valorizam os da casa, os wesleyanos.

7. Não sabem receber uma admoestação ou repreensão amorosa. Não são ensináveis. Veja Pv 12.1.

8. Nunca estão satisfeitos com suas nomeações, nunca agradecem a confiança da igreja que entregou aos seus cuidados um rebanho de ovelhas e almas preciosas.

9. Amam cargos e posições, e quando os perdem abandonam a denominação.

10. Não sonham com o crescimento e o avanço da igreja mas apenas administram o que receberam e falam mais de subsídio , de salário do que de projetos.

11. Quando se referem a igreja, geralmente se expressam assim: “a wesleyana”, dificilmente dizem “nossa igreja”.

AGORA OS QUE ESTÃO E TAMBÉM SÃO” DOS NOSSOS:

Gtaças a Deus existe um grupo coerente de pastores e lideres que não só “estão” mas também “são” dos nossos. Que não estão apenas “casados” mas tambêm “apaixonados” pela igreja.

10 CARACTERÍSTICAS QUE SE VE NELES:

1. Sabem que a igreja não é perfeita, mas a amam mesmo assim, pois sabem que também eles não são perfeitos;

2. Saem em defesa da igreja, mesmo que vivendo pessoalmente um momento difícil;

3. Aceitam suas nomeações e confiam que Deus os honrará por causa de seus chamado;

4. São fiéis e leais em seus compromissos financeiros e dízimos, querem ver o avanço e o progresso da obra. Afinal quem ama põe a mão no bolso;

5. Confiam em sua liderança mesmo sem entender nada as vezes;

6. Não estão a venda por um salário maior;

7. Tem prazer em comparecer nos eventos Regionais e Distritais, amam estar em comunhão com seu Distrito e Região, isso é natural pra eles;

8. Falam bem da denominação em suas reuniões de membros , de oficiais e de família;

9. VALORIZAM NOSSAS INSTITUIÇÕES: Ceforte, Agemiw, Centro de Convenções John Wesley, Casa Bom Pastor, Centro de Publicações etc. Apoiam, contribuem, falam bem delas;

10. Conhecem e amam a tradição e o avivamento wesleyano, não flertam com outras tradições ou teologias, mas estuda, ama e defende nosso pensamento teológico.

Espero que cada um se examine. Minha pergunta hoje é simples: Vocé é ou Está? Você é ou está wesleyano? Você é ou apenas esta na Primeira Região? Você é os esta “pastor”?

É tempo se buscar coerência e viver em sinceridade. Mais cedo ou mais tarde a verdade do coração vem a tona.

Aprenda a amar sua casa. Nós o amamos.

Soli Deo Gloria

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Além disso, verifique

Close
Close